google-site-verification: googlef0526fceb55efbf1.html

Atividades copa do mundo feminina 2019 para imprimir e colorir

copa-atividades-imprimir-colorir

0

Atividades copa do mundo feminina 2019 para imprimir e colorir

Começa hoje a copa do mundo feminina 2019 e portanto deixo as atividades relacionadas para imprimir e colorir, são atividades de pintura e pesquisa, como a final será só em julho, temos um bom tempo para desenvolver algumas atividades e ou projetos.

PESQUISA

Uma forma interessante de conhecer aspectos sobre a história e a cultura da Copa do Mundo em diferentes tempos e espaços são os cadernos temáticos de pesquisa, nos quais, os estudantes podem registrar com sua família alguns elementos relacionados ao tema e fazer a exposição dos temas pesquisado em sala de aula, já imaginou quantas informações serão apresentadas até a final da copa?

Construção de um mural para ser expor na escola as pesquisas dos alunos, desta forma poderá ser apreciado por outras turmas,  pela equipe docente, pelos funcionários e pela comunidade.

A socialização dos conhecimentos adquiridos se faz importante para o processo de aprendizagem e o reconhecimento da comunidade passa a ser um estímulo para que possam ampliar o compartilhamento de saberes e associar os conhecimentos construídos na escola.

Outra forma interessante é trabalhar com Glossário, muitas palavras no meio futebolístico não são conhecidas por todos, faça uma pesquisa de A a Z.

TEMAS SIGNIFICATIVOS

Discussão com o grupo sobre as situações de violência que acontecem dentro dos campos, durante os jogos de futebol.

Alguns questionamentos norteiam a discussão: existe violência dentro do campo de futebol? Por que os jogadores brigam? Existe briga entre jogadores do mesmo time?

Copa da Escola a partir da exploração diferenciada do futebol

Que tal desenvolver outros trabalhos direcionados sobre a temática com uma ampliação dos conteúdos de forma lúdica e divertida?

Veja algumas dicas do caderno Copa do Mundo Curitiba 2018.

  • FUTEBOL DE CADEIRA:

Neste encaminhamento o professor tem a possibilidade de explorar elementos do futebol distante da lógica que pressupõe que precisamos de uma quadra para jogar e de um padrão que precisa ser seguido.

Os estudantes são desafiados a jogar futebol de uma forma diferente, sentados em cadeiras. O professor divide o espaço em dois campos com cadeiras e a turma em 6 ou 8 grupos, de modo que, metade irá ficar em cada campo.

Se forem 6 grupos, em cada espaço, 2 equipes jogam e uma equipe ficará de gandula. Se forem 8 grupos, 2 equipes jogam e as outras 2 ficam de gandulas. São organizadas duas fileiras de cadeiras, lado a lado, sem espaços entre elas e com espaço de 2m entre as fileiras.

Cada jogador senta em uma cadeira e o objetivo é chutar a bola entre as pernas da cadeira da equipe adversária. Os gandulas ficam nas laterais evitando que as bolas saiam do espaço e analisando as jogadas. A cada gol, o professor aumenta a distância entre as cadeiras, ampliando os espaços.

Após o rodízio de equipes, o professor reúne o grupo para discutir: quais os elementos do futebol que estariam no jogo vivenciado? Competição? Cooperação? Habilidade? Concentração? Que pessoas poderiam jogar?

O professor destaca a necessidade de pensarmos sempre nas limitações de cada um, e que no futebol de cadeira poderiam participar estudantes com dificuldade de locomoção.

  • FUTEBOL DE BOTÃO: 

Neste encaminhamento o professor propõe com os estudantes uma reflexão em torno dos brinquedos e
brincadeiras de hoje e os brinquedos de antigamente, instigando-os a pensar sobre a importância de conhecer e preservar nossa cultura.

Para jogar é necessário um campo de futebol de botão, 11 jogadores de botão, uma palheta para cada jogador e a bola.

A regra mais conhecida é a dos três toques, em que cada jogador tem direito a três toques para a finalização. Existem regras bastante complexas, mas de modo comum, existem cobranças de lateral e
escanteio.

Se o botão atacante tocar o botão defensor antes da bola é falta, o jogador perde a posse de bola quando ela tocar no botão de outro jogador e a cada gol os jogadores tem 15 segundos para reorganizar seus botões em campo.

Após o jogo os estudantes comentam sobre suas impressões. Quem já havia jogado? Como se sentiram? Meninos e meninas podem jogar juntos?

  •  FUTSOPRO: 

Neste encaminhamento o professor destaca as possibilidades de transformarmos uma prática e de permitir que
todos participem.

Para jogar futebol de sopro o professor organiza no chão, na carteira ou em um tabuleiro, um espaço delimitado por uma linha de meio de campo e pelas linhas de fundo.

Pode ser jogado individualmente ou em duplas, e cada jogador pode utilizará um canudo para soprar ou apenas a boca. É possível utilizar uma bolinha de ping-pong ou de desodorante roll-on.

A bola inicia no  meio do campo e cada jogador precisa soprar o mais forte possível para que ela ultrapasse a linha do gol. Após todos os jogadores terem participado, o professor propõe ao grupo uma reflexão: neste jogo de futebol qual seria a principal habilidade do jogador?

Podemos nos sair bem em tudo que fazemos, ou será que cada um possui habilidades específicas para cada coisa? E se fôssemos todos iguais?

  • FUTEBOL DE PREGO:

Para jogar é necessário um campo de futebol de prego, que é construído com uma tábua de madeira em que desenha-se um campo e pregam-se pinos ou pregos, representando os onze jogadores (contando com o goleiro) em cada metade do campo.

A bola pode ser uma moeda ou uma bola de gude e para movê-la os jogadores utilizam os dedos, para dar petelecos. Cada jogador pode dar três petelecos, incluindo o chute a gol.

Após a participação de todos, o professor reúne o grupo e discute algumas questões: por que as crianças e jovens não brincam mais com esse tipo de brinquedo?

Como será o futuro se não aprendermos os jogos e brincadeiras de gerações anteriores?
Poderíamos pensar em uma Copa de Futebol de Prego na escola? Quem poderia participar? O futebol é para todos?

Veja também AQUI

copa de futebol feminino 2019
atividades de leitura, pintura e pesquisa
PARA BAIXAR O PDF CLIQUE E ADICIONE A SENHA: ADRIANA
você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.